Identificar vermes do cão

Quer manter o seu cão saudável e livre de vermes? Bem, você pode realizá-lo, aprendendo sobre como identificar worms cão e entender os seus sintomas.

Vermes parasitas podem infestar um cão em qualquer fase de sua vida. Em alguns casos, os filhotes nascem com vermes parasitas que são transmitidos de suas mães. Os sintomas de vermes do cão variam com base no tipo de verme. Alguns worms do cão até causam a morte, se não forem tratados nos primeiros estágios de infestação. Como proprietário de um cão, um precisa de ser responsável sobre  sua saúde do cão e aprender a identificar os sintomas de vermes do cão. Desta forma, o tratamento adequado pode ser feito no momento certo.

Tipos de vermes do cão e sua identificação

Existem cinco tipos de vermes que afetam cães- tênias ou seja, lombrigas, whipworms, e vermes. Todos esses vermes, exceto vermes de coração, infestam os intestinos de cães. Vermes, como o nome sugere, principalmente atacam o coração de cães. Vamos olhar para os detalhes de vermes do cão junto com os sintomas exibidos de modo que você possa identificar as condições na data mais próxima possível.

Lombrigas (Toxocara canis)
Informações Gerais: Lombrigas ou nematóides são os vermes mais comuns de que os cães são vítimas. Eles permanecem assintomáticos em animais sadios, enquanto que os sintomas são diferentes em cães estressados. Infestação pesada por esses vermes é comum na época da gravidez e, muitas vezes, eles são transmitidos para o cachorro quando ele ainda está no ventre da mãe. Vermes também podem ser passados para os filhotes através do leite materno. Além disso, os cães podem pegá-los depois da ingestão de alimentos contaminados e do solo. Uma vez infestando, apresentam-se no intestino do cão e se alimentam da comida intestinal. Assim, animais aflitos perdem peso e ficam cansados rapidamente. Outros sintomas incluem fadiga aumentada, perda de apetite, revestimento maçante, vômitos e diarréia.

Identificação: Lombrigas podem ser vistas pelo nosso olho nu, elas costumam crescer para cerca de sete centímetros de comprimento. Diagnóstico de lombrigas de cão é feito depois de examinar fezes do animal e / ou vômito. Após a confirmação, medicações orais são prescritas para o tratamento. É de notar que as lombrigas são zoonóticas, o que significa que podem infectar os seres humanos. Por isso, manter a higiene é uma estratégia importante para evitar a propagação de vermes. Certifique-se de que você limpe a matéria fecal do quintal e gramado regularmente de modo a proteger seu animal de estimação, assim como para sua família as lombrigas são perigosas.

Tênias (Dipylidium caninum)
Informações Gerais: Tênias são longos, vermes segmentados, planos e como fita que infestam o intestino do cão. Existem três espécies comuns de vermes que infectam cães. Ao contrário dos vermes de cães, tênias precisam de um hospedeiro intermediário (pulga, rato) para a conclusão do seu ciclo de vida. Quando esses vermes atingem a maturidade, seus segmentos do corpo são cheios de ovos, que são então quebrados do corpo da mãe. Assim, disseminação de ovos no ambiente ocorre. Os sintomas de infestação de tênia são vômitos, dor abdominal, prurido ao redor do ânus e perda de peso.

Identificação: Normalmente, os segmentos  partidos  se parecem com grãos de arroz, são encontrados nas áreas circundantes de ânus do cão e nas fezes. Você também pode verificar  esses segmentos em locais onde sircula seu animal de estimação ou passa o tempo. As larvas das pulgas  pegam esses segmentos como seu alimento. Posterior transmissão de vermes em cães ocorre após ingerir as pulgas infectadas. Desparasitação dos cães com medicamentos orais ou injeções é eficaz para o tratamento de vermes.

Ancilostomídeos (Ancylostoma caninum)
Informações Gerais: Ancilostomídeos são pequenos, cerca de meia polegada de comprimento e encontram-se no intestino dos cães. Eles ligam-se para as paredes intestinais de suas vítimas e sugam o sangue, daí o nome. Transmissão de ancilostomídeos da mãe infectada ocorre enquanto os filhotes estão no útero da mãe e através do leite materno. Infestação de ancilostomídeos em filhotes é fatal, no entanto, os sintomas são relativamente leves em cães mais velhos. Os sintomas mais comuns de anemia por ancilostomídeos são irritação na pele, perda de peso, sangue nas fezes, cor-de-rosa opaca das gengivas e fadiga.

Identificação: Uma vez que  ancilostomídeos  não podem ser vistos com o nosso olho nu. Eles podem ser identificados somente após a execução de um exame de fezes. O tratamento destes vermes intestinais é feito com medicamentos prescritos. Existem vários medicamentos por via oral, bem como medicamentos preventivos mensais disponíveis para lidar com ancilostomídeos do cão. É importante notar que os ancilóstomos são zoonóticos e transmissão ocorre por penetração dos vermes na pele. Infecção de ancilostomídeos em humanos provoca cãibras abdominais, diarreia, vômitos e até sangramento no intestino.

(WhipwormsTrichuris vulpis)
Informações Gerais: Whipworms são vermes longos que parecem fios com um lado alargado. Eles apresentam-se no cólon do intestino grosso em cães e se alimentam de tecidos das paredes intestinais. Infecção pesada por whipworms causa sintomas como goma pálida, sangramento intestinal, anemia, desidratação, sangue nas fezes, diarréia e perda de peso. É muito difícil de se livrar dos whipworms uma vez que infestam os cães.

Identificação: Sendo um verme pequeno, infestação por tricurídeos só é confirmada após a execução de um exame de fezes. Normalmente, ligados ovos são vistos na amostra de fezes, quando visto sob um microscópio. Desparasitação é feita com medicação prescrita, que pode ser  injecções via oral ou intravenosas. Desde que os cães infectados com whipworms  se alimentarem de alimentos contaminados e do solo, a remoção de fezes é uma das formas eficazes de controlar a propagação de whipworms.

Heartworms (Dirofilaria immitis)
Informações Gerais: Heartworms vivem nos pulmões, vasos sanguíneos, e no átrio direito do coração. Vermes adultos podem medir até cerca de 14 centímetros de comprimento. Eles se espalham de um cão infectado para outro através de picadas de mosquito. Os primeiros sintomas de vermes de cães são vagos geralmente sintomas como perda de peso, revestimento maçante, tosse e desmaio só aparece nos estágios posteriores. Em casos graves, pode conduzir a um ataque cardíaco e mesmo a morte dos cães afectados.

Identificação: A questão relativa à infestação por dirofilariose é que é muito difícil de identificar nos estágios iniciais. Diagnóstico de vermes é feito somente após a realização de um exame de sangue. E para o tratamento do mesmo, o veterinário irá prescrever medicação terapêutica. Em alguns casos, a remoção cirúrgica dos vermes adultos é provada a ser benéfica no tratamento de vermes. Adequado descanso deve ser incentivado para que o animal de estimação aflito pode-se recuperar rapidamente.

De um modo geral, os vermes intestinais de cães são diagnosticados com exame de fezes, enquanto o teste de sangue é feito para a identificação de vermes de coração. Para evitar complicações de infestação por vermes, é aconselhável procurar a orientação de um veterinário de confiança. Siga certas precauções, como a análise de fezes de desparasitação regular e um filhote  cada 15 dias até que é de seis meses de idade. Uma vez que ele alcança 6 meses, vermifugação deve ser feita uma vez por ano. Um deve sempre manter uma boa higiene e, se possível, tratar o quintal de modo a evitar infestação por vermes do solo. Além disso, existem tratamentos naturais para a infestações por vermes do cão. É fundamental saber o cuidado adequado e problemas de saúde comuns antes de possuir um cão de estimação. Afinal de contas, queremos que o nosso melhor companheiro  fique em forma, feliz e brincalhão, certo!




Related posts

Leave a Comment