Encefalite em cães

A encefalite é uma condição de grave preocupação. O cão afetado precisa de atenção médica imediata. A informação presente no artigo sobre encefalite em cães o ajudará a cuidar melhor do seu amigo peludo.

Na medicina, a encefalite significa inflamação do cérebro. Os sintomas de encefalite em cães reflectem-se na região do cérebro, sob o efeito da perturbação. Por exemplo, se parte frontal do cérebro está inflamada, então os sintomas perceptíveis são convulsões, depressão mental, cegueira,o andar em círculos e mudanças comportamentais. Da mesma forma, em caso de tronco cerebral inflamado, os sinais observáveis ​​são incoordenação motora, tremores, inclinação de cabeça e paralisia facial. Cães como pacientes de encefalite podem mostrar anormalidades neurológicas. Estes podem surgir a partir de um único campo ou em vários campos, e estes são descritos como focal e multifocal, respectivamente.

Encefalite em cães pode ser aguda ou crônica. Encefalite aguda afeta principalmente cães jovens enquanto encefalite crônica é vista a ocorrer em cães mais velhos. Os sintomas característicos de encefalite aguda são o rápido início de doença geral, tosse, vômito, corrimento nasal e movimentos soltos. Disfunção neurológica pode apresentar-se quer antes quer depois do que se aproxima da doença em geral. Os sinais observáveis ​​de encefalite crônica em cães geralmente estão ausentes ou efêmeros. O cão sendo vítima pode apresentar déficit do ritmo muito lentamente progressivo ou desequilíbrio e convulsões que podem ou não podem ocorrer.

Quais são as causas de encefalite em cães
Dependendo se a causa da encefalite é conhecida ou não, é de dois tipos,- infecciosa e idiopática. Quando o factor causal é conhecido, é referida como a encefalite infecciosa, enquanto que se a razão exacta por trás da ocorrência de encefalite é desconhecida, é chamado do tipo idiopática. Encefalite é causada principalmente pela infecção do cérebro por organismos tais como bactérias, vírus, fungos, parasitas e rickettsia.

Como é diagnosticada Encefalite
O veterinário irá realizar alguns testes de diagnóstico para confirmar a presença de encefalite em seu cão. Estes testes incluem histórico médico completo, juntamente com a história da família e do exame do sistema nervoso. O veterinário pode realizar punção lombar para fazer um diagnóstico preciso e rápido. Punção espinal é um método de diagnóstico, no qual uma pequena amostra do fluido que banha o cérebro e medula espinal são retirados para análise. A ressonância magnética demonstra a ser de grande ajuda para fazer um diagnóstico definitivo, uma vez que permite a visualização da construção do cérebro.

Qual é o tratamento para a encefalite
Se o defeito genético é responsável pela ocorrência de encefalite, nenhum tratamento é possível. Para outras causas, cura médica eficaz disponível. Uma vez que um cachorro é diagnosticado com encefalite e a causa subjacente é encontrada para ser infecção, o veterinário começa a dar-lhe antibióticos. Se o cão sofre de crises recorrentes, anticonvulsivantes como fenobarbital são prescritos. Para reduzir a inflamação, os medicamentos que contêm esteróides podem ser iniciados.

Tratamento veterinário de encefalite idiopática em cães envolve a supressão do sistema imunitário. Como você pode ver, esta é contrária ao método de tratamento para o tipo infeccioso. Assim, é muito necessário que a causa exacta da encefalite seja diagnosticada antes de começar com a cura. O tratamento para o tipo de encefalite idiopática geralmente envolve altas doses de um esteróide  de prednisona. O tratamento pode demorar cerca de 4-7 meses. Em alguns casos graves de encefalite, imunossupressores mais potentes podem ser utilizados. O efeito destes medicamentos é   semelhante à da quimioterapia. Por isso, o trabalho regular de sangue é necessário para excluir toxicidade. Um produto homeopático japonês chamado Kampo também é conhecido por ser eficaz no tratamento de encefalite em cães.

Se você observar os sinais e sintomas de encefalite em seu cão de estimação, você deve levá-lo a um veterinário o mais rápido possível. Você deve administrar todos os medicamentos prescritos de forma estrita. Além disso, você deve seguir todas as instruções, orientações e conselhos dado por ele para obter melhores cuidados de cão. Lembre-se,que  encefalite pode ser completamente curada pelos tratamentos médicos e seu amor e apoio para o seu amigo canino.




Related posts

7 thoughts on “Encefalite em cães

  1. Giovanna

    Boa noite,
    O meu cão está com encefalite e segundo a veterina está vocalizando por ter alucinações.
    Ele está tomando remédio há apenas 2 dias.
    Quantas doses depois nota-se a doença estabilizada? Tenho medo que avance rápido.

  2. Lucia

    estou com um grave problema com meu yorkshire e os veterinários nao sabem o que fazer por favor me ajudem, obrigada.

  3. Daniela

    A minha foi diagnosticada com encefalite e quase morreu. O tratamento passado foi: predinisona e imuran! Como a longo prazo, prejudicam o cão, queria mais informações sobre o Kampo, mas não encontro.

  4. Roberta Mendes

    Olá bom dia tenho um Pug e ele aparenta todos os sintimas de encefalite mas nenhum veterinário soube diagnósticar.. Preciso de ajuda!

    1. Roberto

      Também fiquei sem resposta e dei DEXAMETASONA, estamos felizes com o restabelecimento da saúde do nosso cachorro.

  5. Roberto

    Olá a todos!
    Igualmente a maioria dos que chegaram nessa matéria eu também tive desesperado com o sofrimento de meu pet, um Golden de 9 anos, pesando 43kg, ele inicialmente começou a ficar sem forças nas patas dianteiras, depois foi ficando com a respiração muito forte, desorientado ao caminhar, sempre andando muito e parando com a cabeça na parede, passou a não se alimentar bem porque quase não parava diante da comida, a hidratação foi prejudicada por não ter mais sincronismo na língua, foram mais de duas semanas de sofrimento para todos!
    Perdemos quase 20 dias com outros tratamentos que não ao da ENCEFALITE, a veterinária mudou a medicação várias vezes tentando acertar, quando só restou a ENCEFALITE como causa ela não passou nenhuma medicação, mim indicou fazer um exame na capital para constatar ou não a ENCEFALITE, aí eu tive que pensar rápido já que uma viagem seria cara e desgastante para nós e para meu Golden já que ele estava debilitado, li aqui, no depoimento acima da Daniela que foi ministrado a predinisona(uma das drogas indicadas) e fui pesquisar mais, preferi artigos acadêmicos de veterinária, e assim fui montando um tratamento inicial já que li que a DEXAMETASONA poderia dar sinais de melhora no meu pet em até 2 dias, caso não desse certo era só parar a medicação que não teria problema, eu tinha muito mais a ganhar do que a perder, iniciei o tratamento e no segundo comprimido já notamos uma melhora significativa na saúde dele, vendo que ele tava respondendo bem ao tratamento continuei a dá a medicação que só foi encerrada por ele ter retido muito líquido e já estava muito bem de saúde.
    Não sou veterinário e nem quero que ninguém aqui dispense a consulta de um profissional, sou apenas um pai de um Golden que o viu quase morrer e estou apenas vindo agradecer e retribuir de alguma maneira o que aprendi e contar meu relato.
    Para ele que pesa 43kg e gozava de boa saúde fiz o seguinte tratamento:

    04 caixas de DEXAMETASONA 400mg*(remédio humano mesmo, R$ 5,00 a caixa), distribuído numa quantidade maior nos dias iniciais para reverter logo o inchaço do cérebro, e depois a de manutenção, fechando com uma quantidade menor para encerrar o tratamento.

    3 comprimidos ao dia, de 8 em 8 horas nos 10 dias iniciais(3 caixas);
    2 comprimidos ao dia, de 12 em 12 horas por 3 dias;
    1 comprimido ao dia por 4 dias.

    * Considere o peso do animal

    1. aline jorgetto

      Oi roberto.. vi seu depoimento… o meu tem 10kg e está péssimo essa miligrama foi para o peso dele?

Leave a Comment