Baixa Pressão Arterial em Cães

Como em seres humanos, cães também podem desenvolver variações na pressão sanguínea. Leia um breve resumo sobre a hipotensão em cães.

Sendo dono de um cão de estimação, você é responsável por cuidar do animal de forma adequada. Além de satisfazer a exigência do animal dia-a-dia, você tem que ter certeza de que ele é saudável. Como é impossível para eles para comunicar seus problemas, você deve levá-los para exames de rotina  em intervalos regulares. Além disso, esteja atento para os sintomas da doença. Isso ajuda muito na detecção de problemas de saúde canina, no mínimo. Assim, a conscientização sobre os sintomas de problemas de saúde comuns em cães pode ser útil, se você tem um cão de estimação. Este artigo é sobre a hipotensão em cães.

Hipotensão Canina – Causas e sintomas

Como nos seres humanos, os cães também são propensos a pressão arterial alta, bem como baixa. Pressão arterial baixa em cães pode ser causada por vários fatores  que podem variar de condições médicas subjacentes ao choque causado por uma lesão ou trauma com a perda de sangue grave. Hipotensão canina é frequentemente encontrada para ser associada com problemas de fígado, rim e coração. Desequilíbrio de hormônios da tireóide também pode causar tal um mergulho na pressão arterial. Diabetes é uma outra condição que se encontra a ser vinculada com hipotensão do cão. Mesmo uma desidratação, anemia severa e deficiência nutricional podem levar a esta condição. O uso de certos medicamentos também está entre as causas para esta condição em cães. Também pode acontecer que alguns cães desenvolvem esta condição  sem qualquer causa aparente.

Os sintomas de pressão baixa podem ser moderados a graves, de acordo com a causa subjacente. No caso de uma queda menor de pressão sanguínea, o cão não pode desenvolver qualquer sintoma de todo. Um dos sintomas mais comuns de sangue de baixa pressão em cães é a fadiga extrema. Hipotensão afeta negativamente o transporte de oxigênio e nutrientes para os órgãos, causando esses sintomas. Para além de fadiga, o cão pode também ter gengivas pálidas, aumento da micção, bem como a sede e confusão. O cão pode de repente tornar-se fraco ou apresentar respiração rápida ou muito lenta. Mesmo vômitos podem se desenvolver em cães com pressão arterial baixa. O cão pode perder o equilíbrio e vacilar como ele anda.

Diagnóstico e Tratamento

Você não pode ter um valor de pressão arterial normal que é aplicável para todas as raças de cães, idades e tamanhos. Em outras palavras, a pressão arterial normal pode variar de acordo com os cães de raças e idades diferentes. Variações de pressão sanguínea em cães são diagnosticadas com a ajuda de um monitor da pressão sanguínea doppler. No entanto, a pressão arterial do cão vai ser avaliada de acordo com a sua idade, raça e condição física. Este é o melhor feito por um veterinário especialista, que também irá realizar vários testes para avaliar o funcionamento dos órgãos vitais. Isso é muito importante,pois  baixa pressão arterial em cães pode afetar o funcionamento dos seus órgãos vitais e, eventualmente, suas vidas. Se a causa subjacente é diagnosticada, o tratamento será destinado a corrigir isso. Se o problema subjacente está relacionado com o coração ou o fígado, os medicamentos serão fornecidos para o tratamento de uma tal condição. Se a hipotensão é devido à perda de sangue grave, transfusão de sangue pode corrigir o problema. Em alguns casos, o descanso apropriado pode resolver a condição do cão.

Este artigo é para fins informativos e não deve ser utilizado como um substituto para aconselhamento especializado. Então, se você notar qualquer um dos acima ditos sintomas em seu cão, você deve levar o animal ao veterinário, que é a melhor pessoa para diagnosticar e tratar a doença.




Related posts

Leave a Comment